AUTO MOTO ESCOLA UNIÃO

AUTO MOTO ESCOLA UNIÃO

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

MONTES CLAROS

Trocas de tiros e tentativas de
homicídios assustam moradores


No último final de semana, o 190 da Polícia Militar recebeu diversas chamadas. Entre elas denúncias de trocas de tiros e tentativas de homicídios em regiões consideradas zonas de perigo em Montes Claros.
Depois de denúncia de tiroteio entre grupos rivais na rua Antônio Olinto, na noite de sábado (11), policiais militares cercaram o bairro Conferencia Cristo Rei, conhecido como aglomerado “Feijão Semeado”. No fogo cruzado, duas pessoas foram alvejas. Um adolescente de 16 anos foi atingido na perna direita, e Maicon Fabrício Barbosa de Jesus, alvejado no joelho. Ambos foram socorridos e levados para o pronto socorro do hospital Aroldo Tourinho, ficando sob cuidados médicos.
De acordo com a Polícia Militar, os baleados não passaram informações sobre o crime, alegando serem apenas vítimas de balas perdidas. No local do tiroteio, equipe comandada pelo cabo-PM Amarante recolheu e apreendeu 28 cápsulas de calibre 9mm, 380 e 32. Além de fragmentos de projéteis.

DROGAS

Próximo ao local, na avenida Geraldo Ataíde, bairro São João, o Grupo Especial de Patrulhamento em Áreas de Risco (GEPAR), prendeu em flagrante Diego Alberto Moreira, de 23 anos, que já possuía um registro de prisão. Com ele foram apreendidos; um saco plástico com 19 papelotes de cocaína, R$ 140 em dinheiro e um aparelho celular.
Diego Alberto foi levado para a DP, juntamente com os produtos apreendidos e, autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas. Em seguida foi escoltado a Penitenciária Pública de Montes Claros, no bairro Jaraguá II.

JARDIM PALMEIRAS

Na madrugada de domingo (12), outra tentativa de homicídio foi registrada pela PM. Desta vez o crime contra vida ocorreu na rua Goiânia, bairro Jardim Palmeiras.
Velho conhecido nos meios policiais, com seis registros de prisões, o servente de pedreiro Antônio Carlos Rodrigues dos Santos, de 24 anos, recebeu um tiro nas nádegas. Segundo ele, estava na porta da casa de um amigo quando dois homens numa motocicleta escura, se aproximaram do local, com uma arma em punho o garupeiro atirou contra ele.
A vítima foi socorrida por terceiros e levada para o pronto socorro da Santa Casa. No local da tentativa a guarnição policial, comandada pelo cabo Willian, colheu informações e registrou o Boletim de Ocorrência (BO), para início das investigações.

5 comentários:

vania disse...

O que esse comandante de policia de Montes Claros esta esperando? a família dele ser alvo dos bandidos, pra só então acordar pra realidade? Não adianta colocar viaturas, motos pra gastar gasolina,tem que fiscalizar ostensivamente em abordagens.Acorda comandante, vc ganha para defender e dar segurança a população,não para ir pra mídia aparecer.Sabemos que todo homicídio, trafico de drogas estão envolvidos alguns motociclitas pq vc não toma uma providência drastíca e contínua em relaçao as abordagens dos mesmo?

Anônimo disse...

Os dois últimos homicídios ( Cintra e Sto. Antônio ) tiveram a participação de carros, será que agora os motoristas vão ser abordados também ou o preconceito é só com a classe dos motociclistas?

Ciça disse...

Eu sei que no geral esses homicídios,
não aparecem os autores a comunidade
precisa ajudar a PM de MONTES CLAROS
isso é um apelo precisamos trabalhar juntos. Os policiais de MOC precisam ser mais amigáveis com a sociedade para que ela possa vir ajudar.

Anônimo disse...

O crime de homicídio é dos mais difíceis de se evitar ou prevenir, pois possui motivos inúmeros. Pode ser por tráfico de drogas, briga de trânsito, desentendimentos diversos, motivos passionais, cobranças de dívidas, etc. Ele sempre vai existir, enquanto os seres humanos são imperfeitos. E a população tem papel fundamental como fonte de informações para ajudar, tanto no rastreamento imediato dos autores, quanto nas investigações pela Polícia Civil, contudo não é isso o que acontece. O cidadão é muito rápido em postar comentários em blogs cobrando das polícias, contudo não presta nenhuma informação quando a primeira viatura da PM chega ao local de homicídio. É sempre o mesmo lero lero, ninguém viu nada, não sabe de nada, acabou de chegar ali, não vou testemunhar nada...Depois querem resultados no combate ao crime. É constitucional, segurança é dever e responsabilidade de todos. E não me venha cobrar da polícia abordagem a tal ou qual veículo, pois isso acontece sempre, todos os dias, denuncie você o tráfico que ocorre no seu bairro, com o máximo de informações possível, pois a viatura é vista de longe, mas você cidadão, é o espião perfeito, ninguém vai saber que foi você quem denunciou, a não ser que você mesmo o diga. Vamos deixar de hipocrisia e fazer cada um a nossa parte. E para de ler jornalzinho sensacionalista de 0,25 centavos, que só mostra sangue e mulher pelada, pois irão ficar muito desinformados do que é segurança pública.

Anônimo disse...

parabéns Rogeriano o reporter que não tem medo da verdade.